Solicite um teste

Due Diligence e Compliance a fim de conhecer seus parceiros de negócios

28 AGO 2019
28 AGO. 2019 / por Isadora Soliani

O Conceito Due Diligence 

Due Diligence (diligência prévia) é um processo de investigação completo que busca analisar todos os setores de uma empresa. Ele é utilizado para garantir um melhor entendimento sobre riscos e oportunidades em situações de: abertura de capital, aquisição, fusão, venda e para ter uma visão ampla do seu próprio negócio. 

A prática correta da Due Diligence permite que a empresa tenha um tesouro em mãos, pois a partir deste processo, ela poderá ter uma avaliação minuciosa que engloba desde aspectos financeiros, jurídicos, previdenciários e imobiliários até a imagem da empresa no mercado. 

Nos meios financeiros, aplicar a Due Diligence é imprescindível. Afinal, este é um setor onde se realiza muitas fusões e aquisições. Através da prática, os CEOs e gestores de um banco, por exemplo, terão um melhor entendimento sobre os riscos e oportunidades dos investimentos em potencial. 

Por que utilizar Due Diligence? 

Due Diligence é indispensável, pois diariamente qualquer empresa realiza inúmeras interações com outras organizações, o que pode colocar à prova a ética do seu negócio. Sendo assim, você precisa saber com quem você está se relacionando ao longo do tempo.  

A Due Diligence pode buscar por diversos âmbitos da empresa que está sendo avaliada, como por exemplo: 

  1. Aspectos Contábeis;
  2. Financeiros;
  3. Imobiliários;
  4. Jurídicos; 
  5. Previdenciários; 
  6. Trabalhistas

 

O que o Compliance tem a ver com Due Diligence? 

Compliance é uma prática que visa garantir que uma empresa aja de acordo com leis, normas, regulamentos, alguma política interna e especialmente leis anti corrupção. 

Em um meio empresarial, segundo a ICTS (empresa de consultoria, auditoria e serviços em gestão de riscos), 24% dos colaboradores exibem baixa aderência ética, principalmente quando as mesmas ocupam um lugar de poder na organização. 

Sendo assim, um programa de compliance existe para que a empresa crie mecanismos capazes de evitar a prática de atos ilícitos, como corrupção ou fraude. Afinal, uma organização envolvida em atos de corrupção, mesmo que seja através de um único funcionário ou diretor, pode passar a ser reconhecida como uma empresa corrupta e perca valor no mercado. 

A Due Diligence realiza uma análise da organização sobre os aspectos de reputação e integridade e, caso encontre algum risco, apresenta aos analistas de compliance. Sendo assim, no meio de Compliance, a “Due Diligence” é bastante valorizada e atua como uma parte importante dentro de um programa interno de prevenção. 

Os benefícios de utilizar ambas as práticas

A exigência de padrões éticos cada vez mais altos pelas empresas, a globalização do mercado, o grande volume de dados disponível, e as inúmeras fraudes presentes, quase que diariamente no mercado, exigem que as empresas sigam diversas normas, regulamentos e diretrizes. 

Utilizar práticas como a Due Diligence e o Compliance garantem uma investigação eficaz sobre os riscos e oportunidades no relacionamento com uma nova empresa, o controle de processos internos, a gestão e previsão de riscos, e por fim, o cumprimento de normas, regulamentos e diretrizes estabelecidos. 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.