Solicite um teste

Reduza a inadimplência com a checagem de terceiros

16 SET 2019

16 SET. 2019 / por Isadora Soliani

A inadimplência no Brasil 

No Brasil, infelizmente, nós temos milhões de consumidores inadimplentes. Fatores como a crise econômica, desemprego alarmante e política instável contribuem para que as taxas de inadimplência só aumentem. 

Segundo pesquisa, realizada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), o volume de clientes inadimplentes aumentou 9% no primeiro semestre deste ano e a liderança permanece com a região Sudeste do país.  

A inadimplência alta claramente prejudica a economia do país em um todo, mas vale lembrar que alguns setores são mais afetados do que outros. O comércio é um dos meios que mais sofrem no Brasil com esta questão. 

Neste artigo, traremos algumas soluções de compliance para os comerciantes aplicarem em seus negócios a fim de diminuir a taxa de inadimplência e aumentar sua rentabilidade, impulsionando a economia como um todo. 

 

Compliance pode prevenir a inadimplência nos negócios 

Em toda e qualquer empresa, o pagamento recorrente é fundamental para manter a saúde da organização e, por isso, é necessário que se haja um método de prevenir a inadimplência, evitando problemas futuros no fluxo de caixa. 

Geralmente, o gestor de finanças é o responsável por saber quais são as causas de inadimplência na empresa e elaborar um plano de ação para combatê-las. 

Mas, como o compliance pode facilitar o trabalho deste profissional? 

Por meio de práticas eficientes aliadas à ferramentas tecnológicas! 

 

Prática eficaz: Checagem de terceiros 

A checagem de terceiros é uma das práticas de compliance que costuma ser bastante eficaz, quando o assunto é evitar inadimplentes em um negócio. Afinal, o processo consiste em realizar uma investigação completa do indivíduo. 

A prática permite que a empresa acompanhe o perfil do seu consumidor, através de informações sobre contas, dívidas em atraso e uma percepção em relação à capacidade de pagamento. Logo, a organização por meio desses dados, poderá decidir se é válido fazer negócio com este cliente. 

A fim de exemplificar a competência da prática, imagine ser proprietário de uma escola ou faculdade, onde é proibido por lei privar o aluno do estudo, uma vez que ele esteja já matriculado. 

Ao instaurar a prática de checagem de terceiros, a empresa pode evitar a matrícula de alunos que possuem altas chances de serem futuros inadimplentes. 

 

Como é feita essa investigação? 

Os procedimentos para conhecer o seu cliente, irão depender da necessidade da empresa, mas geralmente eles irão buscar por informações de dados cadastrais, ações judiciais, cheques sem fundo, quadro societário e também algumas pesquisas menos complexas, como fontes de mídias negativas com a busca pelo nome da pessoa física ou jurídica associados a palavras de risco como: corrupção, desvio, lavagem de dinheiro, apreensão, CPI, entre outras.

Checar todas informações vai garantir que se obtenha uma avaliação mais crítica e extensa do seu cliente. Você poderá utilizá-la como material para análises diversas, desde padrões comportamentais até uma investigação completa relacionada a inadimplência e fraudes.

Para implantar a checagem de terceiros é fundamental investir em ferramentas tecnológicas. Afinal, elas permitirão que os processos sejam otimizados, e que dados relevantes cheguem à equipe responsável por prevenção ou gestão de riscos. 

 

 

 


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress