Solicite um teste

Recuperação de crédito em tempos de crise

30 MAR 2020

30 MAR. 2020 / por Isadora Soliani

O momento que estamos vivendo exige novas ações tanto do governo, quanto das empresas e indivíduos. Afinal, o número de inadimplentes no Brasil cresceu no mês de novembro de 2019. Segundo dados fornecidos pelo Serasa, em comparação com 2018, houve um aumento de 62,6 milhões para 63,8 milhões, quase 2% de crescimento.  

A situação do COVID-19, agora no início de março, preocupa a todos nós, pois afeta ainda mais a capacidade de pagamento dos brasileiros e o estado emocional dos mesmos. Dessa forma, muitos indivíduos podem ter reações impulsivas e decisões equivocadas. 

Neste artigo, iremos abordar a situação do brasileiro inadimplente nos últimos tempos e porque a recuperação de crédito pode ser uma grande saída. 

Em quais regiões os brasileiros devem mais? 

Segundo pesquisa realizada em novembro de 2019 pelo Serasa: 

  • Amazonas – 55,7% da população
  • Roraima – 50% dos habitantes.  
  • Amapá – 49,4%

Quais locais possuem os menores índices de inadimplência no Brasil?

Segundo a mesma pesquisa do Serasa: 

  • Piauí – 33,3% da população. 
  • Rio Grande do Sul – 34,7% dos habitantes. 
  • Santa Catarina – 34,8%. 

Qual o papel da recuperação de crédito? 

A recuperação de crédito é um processo feito por empresas especializadas em receber dívidas. Seu principal objetivo é tornar os inadimplentes capazes de colocar as suas contas em dia, beneficiando a si mesmos e a economia como um todo. Afinal, indivíduos sem créditos acabam consumindo bem menos. 

As empresas recuperadoras de crédito podem ser contratadas por bancos ou financeiras e, na maioria das vezes, acabam comprando essas dívidas. O que as torna responsável no recebimento das contas não pagas. 

O principal benefício da recuperação de crédito é que a empresa irá oferecer alternativas para o indivíduo negociar e quitar as suas dívidas de um jeito mais confortável para o seu bolso, pois a empresa não tem como único objetivo receber o dinheiro, mas sim fazer com que o consumidor volte a ter crédito. 

Recuperação de crédito na crise do COVID-19

Os mercados financeiros de todo o mundo já refletem os impactos dessa crise e, embora ainda seus impactos sejam incertos a longo prazo, indivíduos e empresas já começaram a pensar nas melhores medidas a serem tomadas a fim de minimizar os prejuízos.

A recuperação de crédito é um processo que já vem sendo discutido por empresários e pessoas que temem o desemprego ou inadimplência, pois ele possibilita que o devedor consiga fazer financiamentos, empréstimos e compras no crediário. Dessa forma, ele consegue se manter durante a crise e a economia também, através da circulação de impostos e giro de capital.

No caso das empresas e organizações, com os clientes inadimplentes buscando quitar suas dívidas, a recuperação de crédito permite que elas não necessitem de empréstimos para pagar as contas, ou juros em decorrência de possíveis atrasos.

Como as empresas recuperadoras de crédito podem otimizar o processo? 

Com o objetivo final de aumentar os índices de recuperação, reduzir o prejuízo das organizações e devolver aos consumidores o acesso ao crédito

Neste momento de crise, as recuperadoras irão precisar de melhores estratégias e processos otimizados para conseguir atender a grande quantidade de clientes que irão entrar da melhor forma possível. 

O investimento em soluções tecnológicas é capaz de trazer mais agilidade às atividades que englobam o processo de recuperação e mais inteligência para as empresas ou advogados que trabalham com este tipo de operação. 

O papel do upMiner na otimização da recuperação de crédito

O upMiner é um exemplo de plataforma de mineração de dados que costuma ser bastante buscado por empresas no setor de recuperação de crédito e escritórios jurídicos a fim de otimizar seus processos de coleta e análise de informações relevantes sobre seus clientes e inadimplentes. 

Através de mais de 1900 fontes idôneas e cerca de 16 aplicativos, o upMiner facilita a realização de procedimentos investigativos e de cobrança relacionados à informação cadastral, bens e imóveis, patrimônios, marcas e patentes, entre outros. 

Aplicativos mais utilizados: 

Dados cadastrais

Permite a consulta de informações como: nome completo, data de nascimento, endereço, e-mail, telefones e nome da mãe. Esses dados são importantes para que bancos ou recuperadoras de crédito consigam localizar ou entrar em contato com o inadimplente para realizar a recuperação de crédito.

Bens e Imóveis

Este aplicativo permite que a empresa ou advogado tenha mais assertividade em relação à localização de patrimônios no nome do devedor. Afinal, muitos dos inadimplentes tendem a ocultar os bens e imóveis que possuem para dificultar em processos de cobrança. 

Ao utilizar este aplicativo, o responsável consegue ter em mãos esses dados de forma ágil, facilitando a análise do caso e o processo de tomada de decisão. 

Como por exemplo: Observar que o devedor possui um imóvel de alto valor em seu nome. Após esta análise, pode-se  decidir levar o bem a leilão e com o valor, quitar todas as dívidas em seu nome.

Veículos 

Com a mesma finalidade do Bens e Imóveis. O aplicativo fornece dados sobre a existência de algum tipo de automóvel ou no nome da pessoa física ou jurídica para possibilitar êxito na execução de uma dívida.

A questão da agilidade e assertividade na obtenção de dados relevantes que permitam a recuperação de um determinado crédito é essencial. Desta maneira, investir na contratação do upMiner é uma ótima forma de otimizar os processos e garantir a melhoria dos indicadores de recuperação de crédito.


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress