Solicite um teste

Principais tecnologias encontradas nas instituições financeiras

14 JUL 2020

14 JUL. 2020 / por Isadora Soliani

Evolução tecnológica nos meios financeiros 

Nos últimos anos, houve uma imensa mudança no ambiente financeiro em relação à tecnologia, a qual vem sendo utilizada para os mais diversos fins e em diferentes áreas do setor com o intuito de otimizar processos e trazer vantagem competitiva em um mercado tão acirrado. 

Além da necessidade de melhoria na eficiência dos processos, as instituições passaram a notar uma diferença na forma com que o cliente consome, preferindo a agilidade, prezando por seu poder de escolha e tendo como preferência o ambiente digital/mobile. 

Um dado interessante, coletado pela Febraban em parceria com a Deloitte, sobre a mudança de comportamento do consumidor indica que os canais digitais (celulares, computadores, tablets, entre outros) já correspondem a 60% de todas as transações bancárias feitas no Brasil. A plataforma mobile ganhou ainda mais força, sendo que, ainda em 2018, efetivou cerca de 2,5 bilhões de transações financeiras, ultrapassando o internet banking pela primeira vez.

Neste artigo, iremos focar nas principais tecnologias utilizadas neste meio e quais são as futuras promessas para esse futuro cada vez mais digital. 

3 principais soluções encontradas facilmente neste meio: 

Quase que diariamente estão surgindo novas ferramentas tecnológicas para automatizar processos dos meios financeiros e reduzir o tempo gasto em atividades antes realizadas de forma mais “manual”. 

Áreas que realizam muitas pesquisas, análises e controles são as que mais costumam investir em soluções. 

Um exemplo de departamento que costuma utilizar a tecnologia como ferramenta para otimizar seus processos é o de compliance, pois ele depende da coleta e análise de muitas informações para garantir a eficácia de suas práticas. 

Auditorias, busca por conflitos de interesse, background check, checagem de terceiros (clientes, fornecedores e investidores), PLD (prevenção à lavagem de dinheiro), monitoria de funcionários são algumas das principais práticas realizadas em um programa de compliance e que têm como característica a necessidade de analisar muitos dados. Sendo assim, a tecnologia Big Data e a mineração de dados é essencial na otimização de tempo da área. 

Mineração de dados ou data mining 

A mineração de dados consiste em um processo que oferece os meios necessários para a descoberta de informações úteis e valiosas em bancos de dados.

Os dados encontrados poderão ser utilizados em diversos setores e atividades do mundo corporativo

Geralmente, todo esse trabalho é realizado por uma plataforma que têm como característica minerar esses dados e trazê-los de forma simples para o entendimento do usuário. Com isso, gestores e analistas são capazes de tomar decisões mais assertivas baseadas em informações relevantes. 

No caso das instituições financeiras, a mineração de dados é bastante utilizada em processos de compliance, background check, onboarding digital, segmentação de mercado, inteligência de mercado, prevenção contra fraudes e gerenciamento de riscos.

Biometria  

Esse tipo de solução é capaz de aumentar a produtividade, eficiência e segurança dos bancos e instituições financeiras. Nesse contexto, ela é utilizada para controlar o acesso tanto de clientes, quanto funcionários às redes que lhe cabem. 

Os meios financeiros têm implementado este tipo de solução com o intuito de fortalecer seu sistema de validação de identidade e facilitar o onboarding digital. A biometria auxilia na identificação fácil do usuário com base em suas características biológicas únicas, ao invés de ser estabelecida em sistemas de verificação frágeis como senhas, que correm o risco de ser esquecidas ou roubadas.

Chatbots

Também conhecidos por assistentes virtuais, os chatbots estão sendo implementados cada vez mais em serviços com o intuito de reduzir custos da empresa, otimizar o tempo e melhorar a experiência do usuário. Afinal, eles conseguem prever comportamentos e necessidades do usuário através de computação cognitiva e Inteligência Artificial, oferecendo dessa forma produtos mais alinhados com o desejo do consumidor.

No caso das instituições financeiras, os chatbots estão revolucionando o setor com uma experiência veloz personalizada e assertiva. 

De acordo com relatório divulgado pela Juniper, os chatbots serão responsáveis pela economia de mais de US $ 8 bilhões anuais até 2022.

Outra pesquisa feita pela Gartner revela que, até 2020, os chatbots não receberão nada menos que 85% de todas as interações de atendimento ao cliente.

Plataforma de mineração de dados:

upMiner

É uma plataforma especializada em mineração de dados que utiliza mais de 1900 fontes nacionais e internacionais atualizadas, a fim de garantir a assertividade e confiabilidade das informações fornecidas às instituições. 

Em instituições financeiras, o upMiner é bastante utilizado em processos como:

  • Gestão, controle e prevenção de riscos;
  • Busca por conflitos de interesse;
  • PLD (prevenção à lavagem de dinheiro); 
  • Inteligência de Mercado;
  • Segmentação de Mercado;
  • Práticas de compliance: auditorias, monitoria de funcionários e background check. 

A investigação de pessoas físicas ou jurídicas exige a coleta e análise de muitos dados. Por isso, é fundamental investir em uma solução que traga essas informações em tempo real no formato de relatórios analíticos. Dessa forma,  gestores e diretores conseguem tomar decisões assertivas de forma mais ágil.  

Principais vantagens para os meios financeiros:

  • Otimização de tempo; 
  • Eficiência de processos: práticas de compliance, onboarding digital, controle, gestão e prevenção de riscos;
  • Redução de custos;
  • Melhoria na qualidade dos dados;
  • Tomadas de decisões mais assertivas.

Quer saber mais sobre a plataforma e como ela pode ser útil ?

Entre em contato com nosso time do comercial e solicite um teste gratuito. 


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress