Solicite um teste

O cancelamento das empresas desonestas

28 MAIO 2020

28 MAIO. 2020 / por Isadora Soliani

Situação das empresas no Brasil 

Quantas empresas que conhecemos já se envolveram ou ainda fazem parte dos noticiários sobre casos de corrupção, lavagem dinheiro e fraude? 

E não estamos falando apenas das envolvidas no escândalo da Lava Jato. Segundo o procurador federal Paulo  Roberto Galvão, o país perde anualmente cerca de R$ 200 bilhões com esquemas de corrupção.

Em 2017, quando Paulo Roberto fez essa declaração, se esse dinheiro fosse investido na população, cada indivíduo brasileiro receberia mais de um salário mínimo. Apesar do desenrolamento positivo do caso da Lava Jato e a exigência de novas medidas de governança corporativa, o Brasil segue caindo no “Ranking da Corrupção”, ocupando a 106ª posição em 2019. Este fato chega a ser uma vergonha, visto que o escândalo estampou a capa de jornais de diversos países como o New York Times. 

Ou seja, como que as empresas e o governo ainda não conseguiram ter resultados mais positivos, através de novas medidas, controles mais rígidos e penas mais duras?

Além da corrupção latente, o país possui outras grandes preocupações referentes a desonestidade em organizações, tais como: 

  • A degradação do meio ambiente
  • A falta de iniciativas de sustentabilidade;
  • Exploração do trabalho infantil e escravo; 
  • Testes cruéis em animais; 
  • Assédio moral contra colaboradores;
  • Relações não positivas com clientes.

Os exemplos de dores citados acima, refletem um pouco dos valores presentes no mercado brasileiro, preocupando dessa forma a sociedade como um todo.

Como mudar a desonestidade por parte das empresas no Brasil?

Com o intuito de tornar o nosso mercado mais íntegro, é necessário que se haja uma mudança contínua, tanto no comportamento das empresas, quanto do consumidor em relação à ética e consciência.

Ou seja, o cancelamento das empresas desonestas faz parte de uma característica desse novo consumidor que deve ser mais exigente e preocupado com a reputação das marcas que ele consome. E, por consequência, as mesmas terão que estar em conformidade com as leis, normas e adotar uma postura ética em todos seus relacionamentos se quiserem permanecer no mercado.

Para isso, será necessário implementar programas de compliance cada vez mais eficazes com treinamentos, controles super rígidos,  práticas de monitoramentos e avaliações constantes de todas ações instauradas a fim de garantir uma boa conduta em todos os campos. Precisamos de uma geração de empresas que estejam aptas a ajudar a resolver as doenças da sociedade, não apenas observar os sintomas.

Medidas sustentáveis que visem a preservação do meio ambiente, fim do assédio moral contra funcionários, diminuição nos casos de fraudes e corrupção, são alguns exemplos de ações que podem ser mitigar e prevenir à organização contra riscos que ela pode estar aplicando ou mesmo sendo uma vítima.

Exemplos de práticas de compliance eficazes:

  • Código de Conduta Ética;
  • Due Diligence Ambiental;
  • Auditorias;
  • Checagem de terceiros (fornecedores, colaboradores, parceiros, investidores e clientes);
  • Práticas de PLD (Prevenção à Lavagem de Dinheiro);
  • Canal de Denúncias;
  • Monitoramento de controles e processos, entre outras.

Papel da tecnologia na eficiência das práticas acima

Investir em soluções tecnológicas de mineração de dados e controle de sistemas, por exemplo, é essencial para garantir o bom funcionamento dos processos instaurados tanto em um programa de compliance, quanto em outras ações realizadas pela empresa.

Otimização de tempo, redução de custos, aumento da eficiência e diminuição de erros são algumas vantagens possíveis de serem trazidas pela tecnologia.

No caso das práticas de compliance e na busca pela diminuição de fraudes, corrupção e conflitos de interesse, a mineração de dados é uma das tecnologias mais buscadas ultimamente. Através das informações trazidas por plataformas especializadas, as empresas conseguem prever riscos e automatizar diversos processos como a checagem de terceiros, por exemplo.

Ferramenta upMiner:

Otimização de diversos processos! 

O upMiner é uma solução bastante utilizada por organizações que realizam práticas como: background check, checagem de terceiros, monitoria, auditorias, busca por conflitos de interesse, prevenção à lavagem de dinheiro, entre outras.

A plataforma consegue consolidar um alto volume de dados em relatórios analíticos personalizados de acordo com a necessidade do cliente. Dessa forma, gestores, analistas e diretores conseguem ter em mãos informações diversas relevantes para tomar decisões baseadas em dados.

Dentro da ferramenta são mais de 14 aplicativos que têm como base mais de 1900 fontes nacionais e internacionais. Receita Federal, JUCESP, Boa Vista, Serasa e Ocorrências nos Diários Oficiais, são alguns exemplos das principais fontes de dados presentes na pesquisa.

Para saber mais sobre o upMiner e como ele pode auxiliar em processos de compliance e prevenção de riscos, não deixe de entrar em contato com o nosso time do comercial.

Separamos também um e-book específico sobre fraudes e tecnologia, não deixe de baixar!

O papel da tecnologia no combate à fraudes


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress