Solicite um teste
+55 (11) 3094–7444 pt en

Dicas principais para não errar no processo decisório

06 JUN 2016

06 JUN. 2016 / por adminuplexis

 

O que é um processo decisório? 

 

Se você ocupa um cargo de sócio, gestor, gerente ou líder, este artigo é para você. Separamos algumas dicas para você que participa ativamente em processos decisórios da sua empresa. 

Primeiramente, vale lembrar que o processo decisório ou tomada de decisão não é somente uma prática que compõe as atividades administrativas. Logo, ele poderá estar presente também no planejamento, organização, direção e controle.  

A frase abaixo, presente no livro “Introdução ao Processo Decisório”, resume bem a prática: 

“O processo de tomar decisões é um ingrediente substancial e inseparável das funções administrativas.”

Muitas pessoas acreditam que o processo decisório é apenas a tomada de decisão, mas esta é apenas uma etapa, dentre tantas outras que o compõe. 

Nos tópicos a seguir, iremos as duas dicas principais para não errar no processo decisório. Elas envolvem conhecer e identificar os tipos de decisão, saber como estruturar a prática e a importância de se ter um planejamento estratégico. 

Além disso, você conseguirá analisar algumas dificuldades enfrentadas por empresas e como elas devem ser tratadas ao longo do processo decisório.

 

Dicas para tomar a decisão certa: 

 

 

1. Escolha o tipo de decisão adequada 

Para começar, vamos te mostrar como são classificadas os 2 tipos de decisões: 

Decisões programadas:

 

São aquelas decisões que são rotineiras dentro das organizações. Ou seja, já solucionaram problemas enfrentados pela empresa. 

Nesse tipo de tomada de decisão, você não precisa fazer uma análise de cenário ou recolher dados para desenvolver o processo decisório. Basta você aplicar os métodos já estabelecidos para reverter ou corrigir a situação.

Logo, podemos definir que são soluções padronizadas que costumam tornar o processo decisório mais ágil. 

Decisões não programadas:

 

A decisão não programada é o problema não esperado pela empresa. Para tomar esse tipo de decisão, você precisa tratar cada uma delas individualmente.

Essas situações novas precisam passar por um processo de análise partindo do entendimento do problema até a tomada de decisão. 

Veja algumas dicas sobre como tomar decisões empresariais.

Um dos principais objetivos do processo decisório deve ser de procurar soluções para as decisões não programadas com o intuito de criar decisões programadas, pois esse modelo de decisão economiza tempo. 

 

 2. Desenvolva um processo de resolução de problemas

 

O processo para resolver os problemas e tomar decisões é, basicamente, aproveitar as oportunidades e avaliar as possibilidades de tomada de decisão.

Para você entender melhor, vamos pensar nesse processo de resolução como um ciclo de cinco fases: 

  1. Identificação do problema
  2. Diagnóstico
  3. Criar alternativas
  4. Escolha 
  5. Avaliação da decisão

 

Identificação do problema

A resolução do problema começa com a identificação de uma situação de frustração, ansiedade, dúvida, oportunidade, desafio ou interesse.

O gestor deve investigar a causa da situação a ser enfrentada. Sendo assim, esta será a fase, onde o problema será identificado e o processo se inicia. 

Vamos supor que a situação seja de oportunidade. Logo, o processo será realizado da mesma forma a fim de aproveitar a melhor condição. 

 

Diagnóstico

 

Após identificar o problema, você vai precisar entender esse problema (ou oportunidade), identificando as causas e possíveis consequências de cada uma das possibilidades de tomada de decisão.

Analise e estude a fundo esses problemas para evitar erros nas etapas adiante. 

Com o intuito de aumentar sua confiança em relação à decisão, existem duas técnicas que podem te ajudar quando os problemas demandarem um estudo aprofundado: o diagrama de Ishikawa e o princípio de Pareto.

Criar alternativas 

 

Nessa fase, você irá dar os primeiros passos para resolver o problema. Sendo assim, é aqui que você irá criar soluções plausíveis. 

Para as decisões não programadas não há alternativas prontas. Ou seja, você precisa criar alternativas. Muitos gestores utilizam de práticas como o brainstormig e brainwriting para estimular a criatividade e gerar insights. 

Escolha

 

Levante todas as alternativas e as julgue levando em consideração as consequências para o processo decisório, e os fatores externos que podem afetar a escolha.

Pensar estrategicamente é fundamental para a tomada de decisão. É preciso avaliar as vantagens e desvantagens, através dos dados obtidos na fase inicial do processo.

Observe as alternativas e estabeleça uma ordem para elas como, por exemplo, prioridade, qualidade ou utilidade.

Outra forma de analisar as alternativas, é estabelecer um ponto de equilíbrio, no qual os tomadores de decisões estudam os problemas e analisam os dados operacionalizados para a empresa continuar a ter lucros.

Avaliação 

 

O processo decisório termina quando a decisão escolhida é colocada em prática e seus efeitos devem ser analisados. 

A avaliação da decisão pode ser racional ou intuitiva de acordo com as informações de um lado ou do outro. 

A racionalidade e a intuição são dois atributos completamente diferentes. Sendo assim, quanto maior a quantidade de dados convertidos em informação, mais racional será o processo. Mas se os sentimentos e as opiniões se sobressaíram, logo, o processo será intuitivo.

A avaliação da decisão reinicia o processo de resolução de problemas, podendo ser tomada como padrão para as decisões programadas.

Sabemos que a autoridade é necessária em tempos de estabilidade, no entanto, num ambiente de constantes mudanças é preciso haver liderança para tornar o processo decisório bem estruturado. Assim, a empresa se mantém de pé em meio aos fatores externos que a atingem.

As suas decisões devem estar de acordo com o planejamento estratégico organizacional. Assim, seu processo decisório será coerente com os valores da sua empresa.

Ainda tem dúvidas se a sua decisão é a mais assertiva para a sua empresa? 

 

Consulte o nosso time de especialistas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.