Solicite um teste

Fraudes em EPI’s: Como evitá-las?

28 ABR 2020

28 ABR. 2020 / por Isadora Soliani

Artigo disponível na versão áudio!

COVID-19 e a importância dos EPI’s

Com o aumento da necessidade por equipamentos de proteção individual (EPI), o setor da saúde está tendo que lidar com as fraudes em relação à validade e segurança destes produtos.

Esse problema merece muita atenção, pois além da grande importância dos EPI’s para o momento, eles podem afetar a saúde dos pacientes, médicos e enfermeiros. E, por conta disto, aumentar ainda mais o contágio do vírus. Tudo que não precisamos agora.

Como está sendo aplicada essa fraude?

A TIC Council, localizada em Bruxelas, é um organismo que possui mais de 90 entidades internacionais de teste, inspeção e certificação de produtos, fez uma denúncia sobre falsificação em grande escala de certificados de avaliação de conformidade dos EPI’s. Após isto, eles reportaram as mídias que é necessário fazer a verificação de validade e segurança destes equipamentos.

Como se prevenir?

Outro ponto importante, destacado pelo organismo, é que os governos e compradores precisam se atentar aos fornecedores. Ou seja, não podem deixar de adotar práticas de checagem e verificação da empresa escolhida.

Além disso, solicitar o certificado ou dispositivo médico, validando-o junto do organismo de avaliação de conformidade presente no produto e, por fim, entrar em contato com a associação internacional em caso de desconfiança.

Ter um programa de compliance bem estruturado facilita a adoção de práticas preventivas referentes à checagem de terceiros, controle e gestão de riscos. Portanto, tanto no setor da saúde, quanto nos governos é fundamental o investimento nesta área.

Checagem de Terceiros 

Esta prática, citada acima, tem como finalidade garantir a idoneidade dos relacionamentos da instituição (fornecedores, terceirizados, colaboradores, parceiros e investidores) e é bastante comum em programas de compliance.

Ao investigar o passado de um fornecedor, por exemplo, é possível se prevenir contra grandes riscos. Visto que, estamos falando sobre evitar um caso de fraude, o processo faz todo o sentido.

Dados como: ficha cadastral, processos, mídia negativa, participações societárias, bureau de crédito, entre outros, garantem a assertividade em práticas de investigação ou prevenção de riscos.

Auditorias

Têm a função de verificar se as atividades estão sendo feitas de acordo com o planejado e com conformidade. Tanto internas, quando executada pela própria instituição de saúde, quanto externas, realizada por um órgão externo, como a secretaria da saúde, por exemplo.

Principais vantagens da auditoria no setor da saúde: 

  • Auxilia a garantir a conformidade em todos os processos e atividades;
  • É capaz de identificar e corrigir erros com maior facilidade;
  • Redução de custos;
  • Melhoria e eficácia nos processos;
  • Proporciona uma maior qualidade na prestação do serviço de saúde ao paciente;
  • Reconhece novas ações preventivas;
  • Controla riscos;
  • Identifica fraudes. 

Portanto, podemos concluir que a adoção de um programa de compliance estruturando alinhado com práticas como a checagem de terceiros e auditorias pode ser bastante útil na identificação de possíveis fraudes relacionadas a fornecedores.

Não deixe também de conferir nosso conteúdo sobre o papel da tecnologia na prevenção à fraudes, bastante útil para o setor de saúde neste momento.

O papel da tecnologia no combate à fraudes


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.