Solicite um teste

Fontes Internacionais: otimize a checagem de pessoas e empresas

05 AGO 2021

05 AGO. 2021 / por Rômullo Martins

Antes de contratar um colaborador ou fechar um novo negócio, fazer uma investigação prévia é importante para averiguar se não há nenhuma informação desabonadora a respeito dessa pessoa ou empresa que possa acarretar em problemas no futuro. Mas, com um mundo cada vez mais globalizado, muitas vezes apenas informações locais não são o suficiente para uma análise mais profunda. Pensando nisso, as fontes internacionais podem trazer uma visão mais ampla do cenário e servir para tomada de decisão.

Neste artigo, falaremos mais sobre estas fontes e como otimizar estas consultas para processos investigativos. 

O compliance como incentivo a mudanças

Com a crescente ampliação dos programas de compliance, muitas empresas passaram a rever seus processos e a entender o quão importante é investigar pessoas físicas e jurídicas antes de se estabelecer um relacionamento. 

Uma má contratação ou a associação com uma organização inidônea, por exemplo, em muitos casos já é o suficiente para manchar a reputação de uma empresa, esta que pode ter levado anos para construir uma boa imagem em relação ao mercado e consumidor. 

Em outras palavras, nos dias de hoje, mais do que nunca o empreendedor precisa saber exatamente com quem está lidando. 

Due diligence, background check e a necessidade de coletar dados 

Seguindo essa linha de raciocínio, para ter mais segurança e transparência nas relações, algumas ações devem ser colocadas em práticas, como por exemplo o processo de investigação corporativa. 

Em resumo, esse processo se trata de uma coleta de dados que tem por objetivo validar as informações apresentadas pelo terceiro e também buscar outras que complementem ainda mais essa etapa de onboarding. 

No entanto, as fontes utilizadas nesse procedimento podem fazer total diferença. 

A importância dos órgãos reguladores e uma boa escolha de fontes

Atualmente os órgãos reguladores têm um papel fundamental nas práticas investigativas. Por exemplo, ao consultar a Receita Federal é possível identificar se determinada pessoa ou empresa possui alguma irregularidade. Já no site da Polícia Federal, pode-se consultar se alguém possui antecedentes criminais. 

Todavia, como abordado anteriormente, muitas vezes é necessário uma checagem mais profunda e em maior escala para evitar possíveis transtornos como conflito de interesses ou até mesmo fraudes. 

Fontes internacionais 

Ao consultar fontes como World Bank, ONU e Interpol, por exemplo, é possível checar a existência de sanções, presença em listas restritivas, mídias negativas e pessoas politicamente expostas (PEPs) no mundo inteiro.

Uma empresa pode até aparentar estar regular aqui no Brasil, mas possuir pendências no exterior. 

Esse processo de coleta de dados normalmente é feito de forma manual. Ou seja, o indivíduo ou área responsável precisa acessar site por site de interesse para então compilar essas informações e posteriormente fazer uma análise. 

É um processo demorado e que está sujeito a muitos erros humanos, principalmente se o volume de consultas for alto.

Como otimizar a coleta de dados

O investimento em tecnologia é sem dúvidas a melhor alternativa para otimizar esse processo. 

Centenas de empresas já contam com plataformas que conseguem buscar de forma automática informações relevantes a partir do número de documentos como CPF e CNPJ ou por nome. 

Além de ganharem tempo nessa atividade que pode ser maçante, a probabilidade de erros é bem menor.  

Exemplo de solução 

A plataforma upMiner é um exemplo de solução que minera dados da internet e entrega maior produtividade às empresas. 

Em poucos minutos é possível checar pessoas físicas e jurídicas em centenas de fontes nacionais e internacionais, sendo que estas podem ser personalizadas de acordo com o interesse do usuário. 

 

A ferramenta, que é totalmente online, ainda conta com planos para atender diferentes necessidades. 

Pendências financeiras, processos judiciais, mídias negativas, presença em listas restritivas e bens patrimoniais são alguns exemplos de dados que a solução pode encontrar rapidamente.

Conclusão 

As investigações corporativas são essenciais para checar a idoneidade de futuros colaboradores e terceiros em geral. Para tornar as buscas ainda mais abrangentes, é indicado consultar também fontes internacionais. 

Através de tecnologia esse processo investigativo pode ser otimizado, trazendo maior produtividade para a empresa, diminuição de erros e consequentemente prevenção à fraudes e conflitos de interesses. 

Teste gratuitamente a plataforma upMiner

Ficou interessado em conhecer melhor como otimizar a coleta de dados sobre pessoas e empresas? Te convidamos a conhecer na prática a plataforma upMiner. 

Clique aqui e fale com um de nossos especialistas para solicitar um teste.


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress