Solicite um teste

Fraude financeira: 8 principais ações de fraude!

08 AGO 2016

08 AGO. 2016 / por adminuplexis

O que é fraude financeira?

Ela pode ser definida como uma ação em que o objetivo é se obter propriedades, dinheiro e serviços de forma injusta, fazendo com que empresas e pessoas sejam prejudicadas, tanto financeiramente, quanto emocionalmente.

A fraude financeira pode ocorrer sob diversos formatos, tais como:

  • Na contratação de um serviço;
  • Clonagem de cartão;
  • Golpes da web (sites falsos, spam com vírus e páginas sem um certificado de conexão segura);
  • Em uma oferta de venda;
  • Proposta de trabalho;
  • Através do roubo de dados sensíveis de uma pessoa física.

No final do ano de 2015, a Kaspersky Lab junto com a B2B International realizaram um estudo sobre o risco de segurança corporativa de TI. Então fizeram entrevistas com mais de 5.500 executivos e profissionais de 26 países, incluindo o Brasil.

O estudo conclui que 50% das empresas brasileiras acreditam que precisam melhorar a proteção de transações financeiras que realizam a fim de diminuir os riscos provenientes das fraudes, tanto cibernéticas, quanto de outro caráter.

As consequências das fraudes são inúmeras e vão desde a perda da credibilidade da marca até a falência da mesma, dependendo do grau de gravidade da ação cometida e de quantos clientes foram prejudicados.

A maior fraude no meio financeiro

Ocorreu na cidade de Nova York nos Estados Unidos da América. O autor da façanha foi o americano Bernard Laurence Madoff, presidente de uma sociedade de investimentos.

No final de 2008, mais precisamente em dezembro, Madoff foi detido pelo FBI e acusado de fraude. Estima-se que a ação fraudulenta tenha alcançado uma marca de 65 bilhões de dólares. Assim, se tornando uma das maiores fraudes financeiras realizadas por um só indivíduo.

Não há dúvidas de que as ações de Madoff causaram muitos prejuízos as pessoas prejudicadas. Sendo elas, bancos, grupos de investimentos e organizações caritativas.

Outro ponto importante a se levantar em relação as fraudes que acontecem nos meios financeiros, é o poder que elas têm em desestabilizar o mercado como um todo, podendo ocasionar um “risco sistêmico”. Ou seja, todo um sistema financeiro pode colapsar devido a problemas e escândalos envolvendo alguma instituição financeira (especialmente uma que recebe depósitos e faz empréstimos – casos de bancos). 

8 ações que caracterizam a fraude financeira:

O fraudador age de forma ordenada, algumas vezes pode selecionar as suas vítimas. Mas outras vezes, pode agir simplesmente pelo seu instinto trapaceiro de querer obter vantagens.

A fraude pode acontecer tanto com pessoas como com empresas. Por isso, selecionamos algumas ações relacionadas a pessoas e outras relacionadas a empresas.

Ações de fraude relacionada a pessoas:

1# Promessas de alta rentabilidade

Costumeiramente, esse tipo de situação ocorre com investidores. Uma vez que falsos gestores e empresários oferecem aplicações de até 500% de rentabilidade.

Em outros casos, o fraudador compra ações fora da bolsa de investimentos. Então, sem saber o seu real valor, as revende com altos lucros. Essa atividade é geralmente chamada pelo mercado de “garimpagem”.

2# Ausência de riscos

Sabemos que investir é uma atividade que gera riscos. Enquanto as ações de uma determinada empresa possam estar lá no alto em um dia, no seguinte podem estar lá embaixo.

A falta de conhecimento ou a grande promessa de investir sem risco podem te levar a tomar uma decisão equivocada. Consequentemente, trazendo prejuízos imediatos e futuros. Portanto, o indivíduo deve ser realista e avaliar bem antes de iniciar qualquer tipo de ação.

3# Promessa de dinheiro fácil

Com toda certeza, qualquer pessoa no mundo gostaria de ganhar dinheiro fácil. Na teoria isso é muito lindo, mas não caia nessa.

Promessas de dinheiro fácil são uma roubada, portanto é fundamental que se desconfie de propostas com essa característica.

4# Pirâmides

Dizem que a única forma de se ter um bom retorno com pirâmides, é se você for o dono delas. Mas afinal, o que é essa tal de pirâmide?

As pirâmides são esquemas que fazem parte daquilo que chamamos marketing multinível. Ou seja, é quando o produto que é comercializado não existe ou não é a principal fonte de recursos da empresa.

A base desse esquema está em chamar a atenção das pessoas para a venda de produtos. No entanto, depois de entrar para o negócio, usando próprio dinheiro para a aquisição dos artigos, a pessoa deve recrutar novos indivíduos para fazerem o mesmo trabalho (abaixo dele), ganhando comissão sobre as vendas.

O grande risco da pirâmide é sua insustentabilidade matemática. Quanto mais tarde se entra, fica imensamente mais complicado de recrutar pessoas interessadas em fazer parte desse negócio e manter a base em crescimento.

Portanto, muitas pessoas caem nessa promessa de “empreender com pouco” e acabam se endividando com os produtos sem conseguir parceiros de venda e compradores, enriquecendo dessa forma apenas quem está no topo da pirâmide.

Ações de fraude financeira relacionada a empresas:

5# Registro de transações sem comprovação.

Ato que comumente acontece com empresas e pessoas que fazem grandes transações, mas, não comprovam de onde vem o dinheiro.

6# Adoção de práticas contábeis irregulares

“Omite uma coisinha aqui, outra ali e o balanço anual da empresa fica dentro das conformidades”.

A adoção de práticas contábeis irregulares é bem frequente e pode-se notar em alguns balanços e razonetes que aparecem com informações incoerentes.

Essas situações ocorrem pelo fato de empresas não transmitirem todas as suas informações aos seus escritórios de contabilidade, ocorrendo assim, uma omissão de informações.

7# Apropriação indébita de ativos

Conhecida como uma das fraudes mais comuns em empresas, a apropriação indébita de ativos ocorre quando executivos tomam posse de recursos da empresa sem o consentimento da mesma. 

Parece um pouco com o “furto”, mas não pode ser considerada assim pois o recurso chega na mão do agente de forma legítima.

8# Alteração e falsificação de registros e documentos, modificando resultados e registros ativos e passivos

Certamente, essa é uma das formas mais tradicionais de fraude e nem sempre está ligada somente a empresas, pessoas mal-intencionadas adoram cometer esse tipo de fraude.

É necessário atentar-se na leitura de documentos, para que não passe nada batido, só passar o olho e assinar, não convém nesses casos.

Alguns executivos as vezes são tentados a adulterar resultados. Com metas estipuladas fora do normal, eles podem acabar modificando resultados como vendas e renovação de contratos,  a fim de atingirem os objetivos e ganharem suas comissões.

Mineração de dados pode ser uma boa aliada no combate à fraudes

Acreditamos que a melhor forma de se prevenir contra a fraude é se antecipar aos agentes que cometem o delito.

Pensando nisso, os setores de compliance e gestão de riscos têm tido um maior reconhecimento dentro das organizações, justamente por estruturar e implementar processos capazes de antever algum tipo de problema.

A upLexis Tecnologia criou uma solução de mineração de dados bastante útil em práticas e processos de compliance, o upMiner.

Através de mais de 1900 fontes de dados (nacionais e internacionais), a solução é capaz de trazer relatórios analíticos completos personalizados de acordo com a necessidade de busca do clientes.

Com esses relatórios em mãos, gestores e diretores são capazes de tomar decisões baseadas em dados, garantindo uma maior assertividade em seus projetos e estratégias contra fraudes.

Quer saber mais sobre o upMiner?

Não deixe de solicitar um teste e observar por si próprio os inúmeros benefícios da plataforma.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 respostas para “Fraude financeira: 8 principais ações de fraude!”