Solicite um teste

20 termos de compliance que você precisa conhecer!

18 JUL 2018

18 JUL. 2018 / por adminuplexis

O mercado tem avançado cada dia mais e felizmente, o termo compliance tem se firmado como um grande pilar para essas mudanças. Entendemos que pode ser difícil manter-se atualizado dentro dessa nova realidade e por isso decidimos trazer os principais termos e suas definições para te ajudar a compreender melhor essa área e, quem sabe, adotar algumas práticas de compliance. 

Confirma os 20 termos mais utilizados: 

Auditorias

Conjunto de atividades que examina as atividades contábeis/financeiras de uma empresa para checar conformidade com leis e comportamentos aceitos no país de atividade;

Por meio das auditorias, é possível avaliar se os objetivos estão sendo alcançados, se está havendo o cumprimento das leis e normas aplicáveis ao setor, bem como assegurar que qualquer tipo de falha seja corrigida de maneira rápida. 

Além disso, as auditorias têm a capacidade de avaliar problemas externos que possam ser prejudiciais à organização em questão.

Background check

Essa prática consiste em realizar uma checagem simples ou aprofundada de antecedentes criminais, comerciais e financeiros de pessoa física ou jurídica, através de seu CPF ou CNPJ, geralmente.

A verificação é feita, através de fontes públicas e privadas que têm acesso à documentação cadastral, antecedentes criminais, processos trabalhistas, envolvimento em crimes e fraudes, entre outros.

Tal prática evita, por exemplo, que um indivíduo envolvido em lavagem de dinheiro seja contratado como executivo de uma instituição financeira.

A validação das informações coletadas pode garantir que as contratações ou parcerias estejam livres de possíveis riscos e o indivíduo esteja mais inclinado aos valores da organização.

Canal de Denúncias 

É uma prática que funciona como instrumento para detectar eventuais irregularidades, tais como: atos de corrupção, fraudes internas/externas e descumprimento de normas e políticas internas. 

Além disso, a implementação deste canal é capaz de incentivar os colaboradores a delatar qualquer tipo irregularidade dentro da empresa de forma anônima para a sua segurança.

Compliance

Significa estar de acordo com a lei, normas, políticas e procedimentos do setor em questão e tem como objetivo detectar, prevenir e punir atos ilegais em desacordo com o Código de Conduta Ética da empresa, através de um programa de melhoria contínua. 

Compliance officer

Esse é o profissional que fica responsável pela criação e gerenciamento do programa de compliance, monitorando as atividades de controle e normas valorizadas pela organização. 

Conflito de interesse

Confronto gerado pelo desbalanço entre interesses primários e secundários levando a resultados que beneficiam apenas os interesses secundários, isso pode ocorrer em entidades públicas ou privadas;

Corrupção

Ato de corromper algo ou alguém para benefício próprio, é considerado o meio ilegal de se conseguir algo;

Dossiê

São relatórios analíticos completos e personalizados sobre pessoa física ou jurídica de acordo com o tipo de informação de interesse. 

Em processos de background check, por exemplo, é fundamental buscar ou elaborar um dossiê, pois ele aumentará as possibilidades de encontrar algum tipo de risco em contratações e parcerias. 

Due Dilligence

É um processo de investigação completo que busca analisar todos os setores de uma empresa. Ele é utilizado para garantir um melhor entendimento sobre riscos e oportunidades em situações de: abertura de capital, aquisição, fusão, venda e para ter uma visão ampla do seu próprio negócio. 

A prática correta da Due Diligence permite que a empresa tenha um tesouro em mãos, pois a partir deste processo, ela poderá ter uma avaliação minuciosa que engloba desde aspectos financeiros, jurídicos, previdenciários e imobiliários até a imagem da empresa no mercado. 

Ética

Conjunto de ordens e prerrogativas que guiam o comportamento moral do indivíduo, organização ou sociedade;

Fraude

É um tipo de crime que tem como propósito obter vantagem sobre a vítima. 

No âmbito do direito penal, um crime de fraude consiste em qualquer ato ilegal de iludir terceiros com o intuito de prejudicá-los. Existem diversos tipos de fraudes, desde as mais simples às mais sérias, como fraudes fiscais, virtuais, corporativas, de identidade, entre outras. 

Gestão e prevenção de risco

Processo organizado que traz segurança para a empresa, erradicando possíveis perdas dentro dela, tanto materiais quanto humanas, e gerando otimização nesses processos;

A gestão de riscos é fundamental para a boa governança, uma vez que auxilia na realização dos objetivos organizacionais da empresa. Por conta disto, a incorporação da gestão de riscos é apontada em diversos modelos de melhores práticas e está firmada no Referencial de Governança do TCU.

Governança corporativa

É o sistema pelo qual as organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas. Dessa maneira, isso envolve o relacionamento entre proprietários, colaboradores, conselhos de administração, diretoria e órgãos de controle (conselho fiscal, auditorias, comitês, etc). 

As boas práticas de governança corporativa convertem princípios em recomendações objetivas, alinhando os interesses dos relacionamentos citados acima com a finalidade de melhorar o desenvolvimento econômico e sustentável da empresa em questão. Ou seja, a governança está relacionada às políticas e processos que ajudam a corporação a avançar em direção ao seus objetivos, evitando conflitos indesejados.

Integridade da cadeia de suprimentos

A cadeia de suprimentos tange principalmente os fornecedores dentro de uma organização, dessa forma é interessante que haja pesquisa para adequação destes em um padrão de normas, evitando comportamentos fraudulentos ou quaisquer outras exposições a risco;

Know your Customer (KYC)

Visa a busca de informações de seus prospects e clientes em entidades financeiras, jurídicas e outras, para gerar transparências nas relações;

Know your Employee (KYE)

É basicamente o processo de background check para assegurar a relação da organização com seus empregados;

Know your Partners (KYP)

Processo organizado que assegura a relação com seus parceiros de transação;

Know your Supplier (KYS)

Processo organizado que assegura a relação com todas as entidades que a organização se relaciona, organizando toda sua cadeia de suprimentos;

Lei anticorrupção

Lei instituída em 2013 que responsabiliza as organizações por quaisquer atos cometidos contra a Administração Pública;

Prevenção à lavagem de dinheiro (PLD)

Conjunto de normas que previne a organização contra este comportamento ilícito, de modo a analisar o cliente, o empregado, parceiro e stakeholder para evitar o uso dos produtos da organização em lavagem de dinheiro, tudo para resguardar a operação da organização;

Stakeholders

São os grupos de interesse de uma organização, sendo aqueles que afetam o planejamento, podem ser concorrentes, investidores, empregados, entre outros.


Recomendamos para você: 5 dicas de como o compliance pode ajudar a sua empresa

 


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress