Solicite um teste

Invista na checagem de terceiros no varejo

29 AGO 2019
29 AGO. 2019 / por Isadora Soliani

 

Expectativas e problemas que assolam o setor do varejo 

 

O varejo é um dos segmentos que está correndo sentido oposto à crise econômica. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), o setor apresentou um crescimento de 4,7% em fevereiro deste ano e as perspectivas seguem positivas para o resto do ano.  

Apesar das expectativas de um faturamento anual positivo, ser um empresário varejista não é fácil, afinal o setor possui uma tendência maior a sofrer ocorrências relacionadas a fraudes, perdas, crimes organizados, erros, furtos em lojas, entre outros. 

Uma curiosidade: Você sabia que as perdas operacionais geram um impacto negativo de aproximadamente 20 bilhões de reais ao varejo brasileiro? – De acordo com dados coletados em 2017 pela FECOMERCIOSP. 

Felizmente, o índice de perdas está baixando anualmente, devido a investimentos feitos no setor tecnológico, treinamento dos funcionários e adoção de práticas de gestão de riscos, segurança e compliance. 

Neste artigo, iremos explicar como checagem de terceiros pode ajudar a minimizar os prejuízos trazidos por erros, fraudes, furtos e perdas. 

Por que realizar a checagem de terceiros no setor varejista? 

Primeiramente, vale lembrar que a checagem de terceiros é uma prática conhecida no setor de compliance. Ela tem como finalidade avaliar e garantir a integridade de colaboradores, fornecedores e parceiros antes de firmar contratos.  

No varejo, utilizar essa prática de compliance pode trazer inúmeros benefícios. 

 

Iremos listar e exemplificar alguns deles abaixo: 

 

  • Conhecer os fornecedores 

 

Nos dias de hoje, um dos maiores desafios do varejista é o de encontrar bons fornecedores, pois o setor é vítima de muitas fraudes. As incidências vêm principalmente de crimes organizados envolvendo os próprios fornecedores, sendo um bom exemplo fraudes envolvendo conflitos de interesse. 

A checagem de terceiros irá realizar uma verificação completa dos indivíduos ou dos fornecedores, através da análise da documentação, pesquisa sobre antecedentes criminais e possível envolvimento em fraudes, como a lavagem de dinheiro. 

Com base no resultado da verificação, a empresa previne-se no momento da escolha do fornecedor, otimizando seu processo de contratação e gestão de risco.  

 

  • Conhecer os funcionários

 

Aplicar a prática de checagem de terceiros a fim de conhecer os funcionários é uma boa maneira de evitar ou solucionar alguns problemas que assolam o setor varejista.

De acordo com uma pesquisa realizada em julho deste ano pelo G1, os roubos (por clientes e funcionários) correspondem a 3% das perdas no varejo, e nos últimos dois anos, as ocorrências tiveram um aumento significativo de 19%. 

Adotar o processo de checagem irá garantir que a empresa possua informações relevantes sobre o candidato e, assim, poderá estruturar o seu processo de contratação, assegurando que o novo time contratado esteja comprometido com os valores e resultados da empresa.

 

Automatizar a checagem de terceiros é o caminho para uma gestão de sucesso! 

 

Outro ponto quando falamos em checagem de terceiros, é a possibilidade de automação do processo, através de ferramentas tecnológicas como softwares e plataformas. 

Automatizar, padronizar e centralizar os dados em uma base única é uma boa prática que deve ser adotada nos processos de compliance, pois otimiza o processo de tomada de decisão de risco, diminuindo o tempo de coleta de dados e melhorando a qualidade da análise.  

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.