Solicite um teste
+55 (11) 3094–7444 pt en

Em busca do corp…compliance perfeito

27 FEV 2019

27 FEV. 2019 / por Felipe Ribeiro

Com a recente mudança da Anvisa no registro dos suplementos alimentares, como Whey, Albumina, Creatina, entre outros, a missão das empresas e dos órgãos de fiscalização será de garantir, além da qualidade para o uso e a saúde dos consumidores, que estes produtos não mais sejam classificados como medicamentos.

Com esta mudança na legislação, no rigor do texto, as exigências serão “menores”, já que, agora, estes produtos serão classificados como alimentos, de fato.

Este mercado, principalmente no Brasil, movimenta cifras enormes, faturando R$ 2,2 bilhões em 2017 e R$ 2,5 bi em 2018. Os dados são de pesquisa realizada pela Abenutri (Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais).

A movimentação de grandes empresas para garantir que todos os processos estejam dentro das novas normas é intenso, tendo em vista que mudanças na legislação requerem, muitas vezes, medidas emergenciais e imediatas, a fim de evitar multas e outros encargos.

Países como Itália, França, Japão e Austrália são referências quando o assunto é compliance no setor alimentício, pois passaram por reformas em suas regras há mais de duas décadas, e foram tomados como exemplos em debates aqui no Brasil sobre a aplicação de medidas de fiscalização com base no compliance alimentar.

No caso dos suplementos, as empresas terão cinco anos para adequarem os produtos que já estão no mercado à nova norma. No entanto, os suplementos alimentares novos já deverão ser comercializados de acordo com as novas regras.

É importante que as empresas fabricantes de suplementos alimentares se adequem rapidamente.

Com a febre das academias humanizadas, salões de cross-fit, corridas, entre outros, a procura por este tipo de suplementação explodiu e, consequentemente, a exigência por uma maior qualidade também.

O compliance, muitas vezes desconhecido do grande público, é o mais forte aliado para garantias de procedência e regulamentação, visando sempre a segurança para os consumidores e a transparência para mercado.

O lema agora, além de ser “em busca do corpo perfeito” pode ser, por que não, “ a busca pelo compliance perfeito”.

Fique de olho.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.