Solicite um teste

Consulta ficha limpa: sua importância e como fazer essa pesquisa?

10 JAN 2017

10 JAN. 2017 / por adminuplexis

Realizar uma consulta ficha limpa pode parecer uma tarefa um tanto complicada, mas não se deixe enganar.

No artigo de hoje, separamos algumas dicas úteis para realizar esse tipo de consulta de forma fácil.

Vivemos um momento em que se discute muito o compartilhamento de dados entre as empresas, visto que o volume de dados públicos disponíveis é imenso. E, devido aos avanços tecnológicos, muitas organizações têm desenvolvido integrações com bancos de dados de órgão reguladores, fiscais, entre outros.

Uma consulta ficha limpa é um conjunto de critérios que você precisa levar em consideração na hora de avaliar um cliente, fornecedor, funcionário, investidor ou qualquer outro tipo de relacionamento.

O objetivo com a consulta ficha limpa é criar métodos de avaliação que possam comprovar e validar entidades que sua empresa tem sob suspeita ou pretende se envolver, eliminando, dessa forma, possíveis riscos.

O que devo considerar em uma consulta ficha limpa?

Primeiramente, vamos entrar na parte de definição de objetivos. Aqui, será necessário levantar quais são os pontos primordiais para que você consiga tomar uma decisão baseada nas informações coletadas.

Podemos classificar como a definição do problema.

Vamos ao exemplo:

– Estou em dúvida a respeito de um fornecedor e preciso saber se essa empresa possui um histórico negativo no mercado. Quais dados devo levantar?

  • Dados cadastrais: Saber como se encontra a situação da empresa em relação ao seu cadastro em órgãos competentes;
  • Envolvimento com atividade ilícitas: Corrupção, fraude, lavagem de dinheiro, entre outros.

Existem diversas opções de informações que podem influenciar no processo decisório. Algumas a empresa pode avaliar como essenciais e outras como não importantes, tudo irá depender da necessidade de busca.

O que não resta duvidas é que possuir dados relevantes no universo corporativo é algo primordial na garantia de processos otimizados.

Para ajudá-lo nessa primeira etapa, recomendamos a leitura de 11 listas de dados cadastrais que sua empresa precisa conhecer. Neste artigo, apresentamos quais são as fontes principais para consultar informações relevantes.

Abaixo, listo algumas dicas de pontos que gestores e analistas devem levar em consideração para avaliar uma entidade como ficha limpa ou não:

Histórico de sanções (Empresas sancionadas):

Você sabe porque dizemos que uma empresa foi sancionada?

Essa expressão significa que a organização em questão está violando alguma lei, normas ou está envolvida em outras atividades ilícitas.

Então, analisar o histórico de sanções de uma empresa, é analisar todas as suas irregularidades no decorrer de sua história.

Nesse estágio, podemos considerar:

  • Fraude fiscal;
  • Improbidade administrativa;
  • Descumprimento de contratos;
  • Lavagem de dinheiro;
  • Corrupção ativa e passiva;
  • Envolvimento com trabalho escravo;
  • Entre outros.

Outra dica pertinente é estabelecer um critério de pontuação para cada irregularidade que uma empresa possa estar envolvida. Ele irá contribuir com o que chamamos de “avaliação de risco”. E, dessa forma, se uma entidade ultrapassar uma pontuação considerada pouco arriscada, já poderá ser vista com outros olhos.

Exemplo de critério de pontuação:

  • Pouco arriscada – 0 a 45 pontos;
  • Arriscada – 50 a 75 pontos;
  • Muito arriscada – 75 a 100 pontos.

Ao estabelecer critérios, o seu processo de análise torna-se mais simples e intuitivo.

Caso, a entidade que você consultou não apresente nenhuma participação nos pontos levantados acima, você pode considerá-la como ficha limpa.

Confira o artigo: Ficha limpa, o que você precisa saber!

Para se obter os dados necessários, existem duas formas que podem ser utilizadas na coleta de dados.

Realizar consultas manuais

A forma mais tradicional de coletar dados na web.

Porém, este é um processo que causa muito desgaste. Isso porque, é necessário dedicar muito tempo para consultar todos os sites e bancos de dados necessários para encontrar a informação certa.

Dessa forma, a consulta ficha limpa leva muito mais tempo do que o esperado e, às vezes, corre-se o risco de não obter os melhores dados para análise e maturação do processo decisório.

O custo benefício de realizar consultas manuais não compensa a energia gasta pelas equipes responsáveis.

  • Muito tempo de pesquisa;
  • Poucos dados coletados;
  • Análises incompletas;
  • Necessidade de mão de obra;
  • Período de análise prolongado.

Automatize consultas com a solução upMiner

O upMiner é uma plataforma especializada em fornecer informações valiosas para que equipes de compliance, RH, gestão de riscos, entre outras, realizem análises e pesquisas de forma ágil e assertiva.

Um detalhe importante da solução é que ela conta com as melhores fontes públicas e privadas do mercado (mais de 1900), o que garante a assertividade nos processos de tomada de decisão.

Análises completas, equipes com maior autonomia, otimização do tempo e eficiência nas práticas são algumas das vantagens trazidas pelo upMiner.


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress