Solicite um teste

Como garantir a idoneidade de agentes públicos?

11 AGO 2020

11 AGO. 2020 / por Isadora Soliani

Veja como as práticas de compliance podem ajudar garantir a idoneidade de agentes públicos

Quando se fala em agentes públicos é difícil não citar o setor de saúde. Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Pensi em 2019, o mesmo perde mais de 7% das suas despesas por conta de fraudes.

Outro dado alarmante atesta que do total de US$ 7 trilhões gastos em saúde no mundo, até 25% são desperdiçados por conta da corrupção. Essas informações foram divulgadas pela UOL em 2019.

Estes números referem-se somente a uma pequena parte da área pública, ou seja, se observarmos esse comportamento nos demais segmentos é ainda mais preocupante. Ou seja, fica evidente a necessidade de se investir em ações para garantir a idoneidade neste meio.

Como diminuir as dores relacionadas à corrupção, fraudes e conflito de interesses? 

Uma das formas mais eficazes de diminuir as ocorrências destes atos é o investimento em um programa estruturado de compliance, alinhando práticas investigativas, uma boa governança e a gestão de riscos em todos os processos. 

Através de práticas de compliance é possível garantir o cumprimento das normas e leis exigidas, reduzindo assim as incidência de desconformidades e desvios de recursos, além de estipular normas de conduta que estimulam um bom comportamento e a transparência por parte dos agentes públicos. 

Outro aspecto importante do compliance é a capacidade de trazer mais assertividade às tomadas de decisões, o que contribui então na melhora da qualidade das atividades prestadas como um todo.

Como resultado disso, fica claro que para diminuir essas incidências é preciso um conjunto de ações por parte da organização e também a cooperação de todos os colaboradores.

Práticas de compliance mais eficazes

  • Auditorias;
  • Background Check;
  • Checagem de Terceiros;
  • Canal de Denúncias e Ouvidoria;
  • Due Diligence;
  • Monitoria de atividades específicas;
  • Entre outras.

Geralmente, as ações acima envolvem a coleta e análise de uma imensa quantidade de dados. Portanto, é essencial que as áreas de compliance público invistam em soluções tecnológicas que facilitem a obtenção destas informações, tendo como resultado a otimização do tempo das equipes e a possibilidade da redução de diversos custos operacionais.

Background Check + Mineração de Dados

O background check se trata de uma checagem simples ou aprofundada de antecedentes criminais, comerciais e financeiros de pessoa física ou jurídica, através de seu CPF ou CNPJ, por exemplo.

Essa verificação é feita através de fontes públicas e privadas que têm acesso à documentação cadastral, mídia negativa, histórico empresarial, processos trabalhistas, envolvimento em crimes e fraudes, entre outros.

No setor público, essa prática é uma das mais utilizadas e eficazes no combate à corrupção e lavagem de dinheiro. A mesma é capaz de detectar riscos e fazer com que a equipe responsável elabore uma estratégia para contê-los de maneira ágil.

O papel da mineração de dados no background check é o mais importante, visto que fornece o meio (informações) para que a prática seja realizada com excelência.

Ou seja, investir em uma plataforma ou software de mineração de dados irá permitir que a equipe tenha em mãos informações relevantes estruturadas em formatos de fácil compreensão para otimizar o processo, reduzindo custos e como resultado a diminuição de atos ilícitos.

upMiner

É uma plataforma de mineração de dados completa capaz de automatizar inúmeros processos, como por exemplo: práticas de compliance, auditoria, background check, due diligence, busca por conflito de interesses, checagem de terceiros, onboarding digital e inteligência jurídica.

Através de mais de 1.900 fontes (nacionais e internacionais), o upMiner fornece relatórios analíticos personalizados para que equipes tomem decisões baseadas em dados relevantes.

Algumas fontes encontradas na plataforma:

  • Receita Federal;
  • Cheques sem fundo (CCF);
  • Ocorrências nos Diários Oficiais;
  • Tribunais de Justiça;
  • Antecedente Criminal (Polícia Federal);
  • Entre outras.

Exemplos de apps encontrados no upMiner:

  • upLink (busca por conflitos de interesse);
  • upMap (inteligência de mercado e visualização gráfica);
  • Bens e imóveis (recuperação judicial, cobranças e investigações);
  • Dossiês (background check e checagem de terceiros);
  • Ficha Cadastral (dados comuns para verificação de documentos e informações fornecidas);
  • Histórico Empresarial (acompanhamento de todo o histórico de vida de empresas nacionais);
  • upJuris (monitoramento de Diários Oficiais de todo Brasil);
  • Entre outros.

Diminuir os riscos em contratações, garantir a transparência nos relacionamentos do governo, minimizar os prejuízos com atos ilícitos e aumentar a qualidade das atividades desempenhadas pela gestão pública são algumas das vantagens de se implementar o upMiner neste setor.

Para saber mais detalhes e conhecer a plataforma, solicite um teste gratuito!


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress