Solicite um teste
+55 (11) 3094–7444 pt en

Adotar o Big Data no agronegócio é a nova aposta do setor!

05 FEV 2020

05 FEV. 2020 / por Isadora Soliani

Clique aqui para acessar o áudio do texto: 

Altos investimentos em Big Data estão marcando o setor 

O setor do agronegócio é uma das grandes apostas da economia do país, pois movimenta bilhões de reais, gera inúmeros empregos e é responsável por toda uma cadeia de produção. Sendo assim, a busca por investimentos e melhoria no desempenho faz parte da rotina do governo e dos grandes empreendedores do ramo. 

Em 2019, a Strider, famosa startup de inovações tecnológicas para o agronegócio, recebeu um aporte de cerca de R$ 5 milhões da Barn Investimentos, e por conta disto, foi possível o lançamento de uma tecnologia inovadora de controle, prevenção e monitoramento de pragas.

A ferramenta que combina localização por GPS, mobilidade e Big Data, facilita as atividades do produtor rural, protegendo as suas plantações de pragas a partir do uso correto de agrotóxicos. Dessa maneira, a tecnologia resulta na redução de custos de produção, prevenção contra riscos e otimização do desempenho. 

O exemplo citado acima, é uma das diversas novas atividades e processos que surgiram, através da tecnologia Big Data. Neste artigo, iremos citar mais algumas outras vantagens em implementar esta tecnologia. 

Quais outros setores e processos podem se beneficiar do Big Data? 

 

1. Setor de recrutamento e seleção 

Os dados trazidos pela tecnologia Big Data, permitem (quando estruturados) uma análise mais assertiva e ágil por parte do gestor de RH. Dessa forma, as contratações no campo passam a ser menos arriscadas, diminuindo os custos gastos em pesquisas manuais e prevenindo a empresa contra riscos futuros. 

Muitos casos de corrupção, lavagem de dinheiro, roubos e furtos podem ser evitados, através de uma boa checagem de terceiros, prática que pode ser otimizada pela tecnologia Big Data.  

 

2. Gestão e controle de atividades em geral 

Dados coletados por meio de algoritmos possibilitam uma melhor compreensão e acompanhamento de métricas/indicadores presentes no agronegócio. Dessa forma, o desempenho das atividades tem potencial de crescimento e maior relevância.  

As métricas também auxiliam nos processos de decisão de plantio, o que chamamos hoje de “agricultura digital”, pois utiliza a tecnologia Big Data como ferramenta para atingir melhores resultados dentro do campo e nas indústrias. 

 

3. Diminuição de desperdícios 

O Big Data permite uma análise precisa sobre diversas etapas do processo. Como, por exemplo: momento, produção, dosagem e formato de aplicação certa para cada insumo, isso permite a redução da utilização indevida de produtos no agronegócio. 

 

4. Promover a sustentabilidade no agronegócio 

A sustentabilidade é um assunto que tem ganhado cada vez mais visibilidade nos últimos anos. Isso porque é por dela que o produtor consegue utilizar os recursos naturais, e, ao mesmo tempo, evitar que tragédias aconteçam. 

O Big Data também pode ser utilizado para identificar a umidade do solo, verificar se as plantas precisam de irrigação ou analisar o volume de chuvas esperadas para determinada época.

Como forma de complementar este artigo de Big Data, separamos um conteúdo específico sobre coleta e análise de dados para você.

Impacto da análise de dados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.