Solicite um teste
+55 (11) 3094–7444 pt en

Evite ameaças e riscos com gestão e tecnologia!

04 NOV 2019

04 NOV. 2019 / por Isadora Soliani

Todo e qualquer negócio está sujeito a ameaças e riscos!

Riscos e ameaças estão presentes em qualquer tipo de negócio, portanto é papel dos gestores e empresários criar estratégias para a gestão e mitigação dos mesmos. 

Quando falamos em gestão de riscos, precisamos considerar o compliance como um processo fundamental à ser adotado. Afinal, é essa prática que garante o cumprimento de normas, leis e um código de ética dentro da empresa. Além disso, a implementação de um programa eficaz de compliance é capaz de identificar riscos.         

Alguns dos riscos mais conhecidos nos negócios: 

  • Fraudes;
  • Corrupção;
  • Lavagem de dinheiro;
  • Conflitos de interesses;
  • Acidentes de trabalho

Neste artigo, iremos apresentar algumas dicas e estratégias ligadas à compliance, gestão de riscos e mitigação.

Invista em tecnologia!

Investir em tecnologia a fim de otimizar os processos de controle e gestão de riscos é imprescindível, pois ela consegue auxiliar a empresa na antecipação de fraudes e corrupção. 

A partir do levantamento e mineração de dados trazidos por uma plataforma especializada na coleta de dados, os gestores conseguem ter acesso ao passado de uma empresa, funcionários ou colaboradores. 

Informações que podem ser coletadas, através de fontes públicas e privadas: 

  • Sócios envolvidos com corrupção;
  • Parcerias com fornecedores que lavam dinheiro;
  • Financiamento de grupos extremistas;
  • Processos por envolvimento com trabalho escravo;
  • Fichas criminais;
  • Possíveis conflitos de interesse
  • Entre outros.

Contrate pessoas alinhadas com os objetivos da empresa 

Nos dias de hoje, os gestores podem utilizar métodos inovadores na contratação de colaboradores

Geralmente, esses métodos estão interligados à tecnologia e servem para realizar a verificação dos futuros funcionários e parceiros. 

Desse modo, eles conseguem ter acesso a informações como: 

  • O histórico de antecedentes criminais;
  • Processos;
  • Bens e imóveis; 
  • Envolvimento em processos trabalhistas (antigos e atuais);
  • A análise de signos. 

Por meio da checagem de colaboradores é possível prever futuros riscos ou conflitos de interesse de acordo com as informações coletadas. 

O gestor de riscos também deve estar atento se na equipe mesmo, não existe pessoas com histórico de envolvimento em corrupção, lavagem de dinheiro e até mesmo crimes violentos. 

Investigue todos relacionamentos do seu negócio  

O relacionamento com as outras empresas também é um ponto que deve estar de acordo, pois ao lidar com fornecedores e clientes, a sua empresa pode correr altos riscos. Como por exemplo: lavagem de dinheiro, conflitos de interesse, roubos e fraudes.  

Pensando nisso, o gestor de riscos da empresa precisa realizar a due diligence, a fim de entender melhor sobre a parceria ou relacionamento que será firmado. 

Enumeramos algumas informações que tendem a ser mais relevantes em uma investigação, sendo elas: 

  • Mudanças no quadro societário;
  • Análise de capital (crescimento);
  • Abertura de capital;
  • Notícias atreladas a mídia;
  • Processos trabalhistas;
  • E muito mais.

A tecnologia também pode auxiliar nessa parte de investigação de parceiros ao trazer os dados em formato de relatórios analíticos. Dessa forma, o gestor consegue otimizar o seu processo de investigação e tomada de decisão.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.