Solicite um teste

Além de políticas: a importância dos treinamentos sobre compliance

27 AGO 2021

27 AGO. 2021 / por Rômullo Martins

É fato que muitos profissionais já estão familiarizados com o termo compliance. Dependendo da maturidade da empresa, existe até uma área para lidar somente com essa demanda. Em contrapartida, muitos sequer ouviram falar sobre isso. É aí que os treinamentos exercem o seu papel.

Neste artigo, falaremos melhor sobre eles e também do impacto que causam na disseminação de boas práticas. 

A busca por uma ambiente mais íntegro, respeitoso e inclusivo 

Recentemente uma publicação nas redes sociais causou uma grande comoção. No conteúdo, havia apenas uma foto registrando a reunião dos colaboradores de uma determinada empresa. 

Contudo, o que surpreendeu muita gente não era o que tinha na imagem, mas sim o que faltava nela: pessoas negras e mulheres. 

Este problema está diretamente ligado à diversidade e inclusão, ou pelo menos à falta dos mesmos, que por sua vez são, segundo a LEC, o décimo pilar de um programa de compliance. 

Isso quer dizer que o mercado está mais preocupado com ações efetivas, não somente com políticas que ficam no papel. Neste sentido, os treinamentos podem fazer total diferença.

Além de fraudes: uma mudança de cultura

O compliance é, na maioria das vezes, associado a prevenção de fraudes, conflito de interesses, corrupção e demais ações ilícitas. Não está errado fazer essa relação, muito pelo contrário, certamente o compliance é fundamental para evitar estes problemas, porém, é preciso se lembrar que além disso, ele também envolve toda uma mudança cultural na empresa.

Questões que envolvem o clima organizacional, por exemplo, também fazem parte de um programa estruturado de compliance. 

Mas, para que todos estejam na mesma sintonia, é necessário aplicar treinamentos.

A relação com fornecedores e terceiros também precisa de direcionamento

De nada adianta a empresa ter boas práticas de compliance se as mesmas estiverem limitadas a ela. 

Fornecedores, terceiros e parceiros de negócios precisam estar alinhados e, também existem treinamentos específicos para eles. 

As relações comerciais de uma organização dizem muito sobre ela, não é para menos que a cada dia que passa as empresas querem saber exatamente com quem estão lidando, assim evitam a associação com marcas que não seguem os mesmos princípios e valores empregados por ela. 

Para isso, investem também em processos de checagens como due diligence e background check.

Treinamentos são constantes

Políticas, normas, regulamentos, leis, todas essas questões podem e certamente mudarão ao longo do tempo. 

Então, é necessário se adaptar e treinar periodicamente todos os envolvidos com o negócio. Apesar de ser um tema denso, atualmente existem centenas de formas de passar isso de maneira mais leve e intuitiva. 

Alguns exemplos bem comuns que podem ser aplicado são:

  • Organização de workshops;
  • Produção de vídeos interativos;
  • Realização de palestras;
  • Distribuição de materiais impressos e digitais como e-books;
  • Entre outros.

A empresa também pode optar com contratar uma consultoria especializada no assunto para conseguir um melhor engajamento de todos.

Conclusão

O compliance é sem dúvidas importantíssimo para toda e qualquer empresa. As políticas nele empregadas servem como base para direcionar colaboradores, fornecedores e terceiros sobre os valores da organização e como os mesmos devem agir em determinadas situações. 

Os treinamentos vêm justamente para disseminar aquilo que está formalizado em documento de forma mais lúdica e eficiente. 

Saiba mais sobre compliance 

Você pode saber mais sobre o tema baixando gratuitamente o nosso e-book, basta clicar no banner abaixo para receber o material no seu e-mail! 

E-book Compliance Corporativo


Comments

Share on activity feed

Powered by WP LinkPress